Ads Top

Guarani, o Espírito Santo do Pomba


A área que hoje conhecemos como o município de Guarani era povoado por fazendeiros na Vila do Pomba - em referência ao rio que cortava a localidade - que viviam tranquilamente entre índios catequizados e de boa índole. Mas no decorrer dos tempos esta área foi recebendo mais moradores, que se instalavam por aqui. 

Esses novos habitantes resolveram instalar uma capela dedicada ao Divino Espírito Santo e lançaram a pedra fundamental para o estabelecimento de um novo arraial. O terreno para a edificação foi doado por um fazendeiro, que se seguiu a doação de outros terrenos que formaram o arraial do Espírito Santo do Pomba.





Ruas, ladeiras e praças surgiram com o passar dos anos e em 1883, o desenvolvimento do arraial tem um ponto alto quando a estrada de ferro chegou por estas bandas.

Inaugurada pela Cia. União Mineira, a estação - e a Companhia - foram incorporadas ao patrimônio da E.F. Leopoldina no ano seguinte e alguns anos depois foi incluída no ramal que ligava Três Rios a Ubá. Entre os anos de 1883 a 1886 foi ponta de linha. 




Nos anos seguintes, os trens seguiam deste ponto para Rio Pomba até a suspensão deste serviço no ano de 1965. Cinco anos depois, os trens de passageiros deixaram de circular em Guarani e em 1994 toda a operação ferroviária foi extinta. Hoje os ônibus é que se utilizam da antiga estação, hoje rodoviária.


Guarani teve em 1888 a chegada de muitos imigrantes, a maioria da Itália, para trabalhar nas fazendas pois os negros, após conseguirem a merecida liberdade com a Lei Áurea, optaram por não trabalhar para seus antigos senhores.



Ponte Metálica sobre o Rio Pomba, ontem (Acervo Estações Ferroviárias do Brasil) e hoje (Foto Luiz Antonio Doria)
O século XX foi fundamental para que Guarani almejasse a sua autonomia administrativa. Em 1913, um impresso convocava o povo de Guarani a comparecer no largo da Igreja Matriz, para participar da assembléia popular que poderia tornar realidade a emancipação de Rio Pomba. O dia 25 de março de 1914 é lembrado como o dia em que Guarani alcançou sua tão sonhada emancipação política. No ano de 1919, Guarani celebrou a inauguração da luz elétrica, o que foi motivo de importantes comemorações. 

E atualmente, a cidade sustenta com ardor inigulado à sombra protetora da harmonia o trabalho fecundo e sublimado, lutando pelo progresso dia a dia e eternizando a hospitalidade de seu povo.

Como chegar

O município é atravessado pela estrada MG-353, que o interliga a Piraúba – Rio Preto; pela MG -285, que o interliga a Rio Novo – Juiz de Fora ; pela MG -126 , que o interliga a Descoberto – São João Nepomuceno .





Abaixo os horários de ônibus segundo consta no site da Prefeitura da cidade


Empresa José Maria Rodrigues

Guarani – Juiz de Fora
  • 06h15 diário
  • 07h30 segunda à sábado
  • 08h05 diário
  • 09h35 diário
  • 11h00 diário
  • 12h20 diário
  • 12h30 domingos e feriádos
  • 14h15 diário
  • 15h50 diário
  • 17h00 segunda à sábado
  • 18h00 domingos e feriádos
  • 18h50 diário
  • 21h05 domingos e feriádos 
Guarani – Astolfo Dutra (via Piraúba)
  • 09h10 diário 
  • 12h25 diário
  • 13h40 diário
  • 16h55 diário
  • 19h10 diário
  • 20h25 diário
Guarani – Astolfo Dutra (via Sobral Pinto)
  • 09h10 diário
  • 12h25 diário
  • 13h40 diário
  • 16h55 diário
  • 19h10 diário
  • 20h25 diário
Astolfo Dutra – Guarani
  • 07h15 diário
  • 08h45 diário
  • 11h30 segunda à sábado
  • 13h25 diário
  • 15h00 diário
  • 18h00 diário
  • 20h15 domingos e feriados
Guarani – Piraúba
  • 10:15 segunda à sábado
  • 10:30 domingos
Juiz de Fora – Guarani
  • 07h30 diário
  • 08h30 segunda à sábado
  • 08h45 domingos e feriádos
  • 10h45 diário
  • 12h00 diário
  • 13h45 diário
  • 15h15 diário
  • 16h30 diário
  • 17h30 diário
  • 18h45 diário
  • 20h00 segunda à quinta
  • 20h30 domingo
  • 21h30 sexta e sábado

Empresa Unida Mansur

Guarani – Rio de Janeiro
  • 07h15 diário
  • 00h45 segunda
Guarani – Ubá
  • 06h00 diário
  • 09h15 diário
  • 09h30 domingo
  • 12h30 diário e domingo
  • 14h00 diário
  • 16h30 diário e domingo
Ubá – Guarani
  • 07h30 diário
  • 11h15 diário e domingo
  • 14h00 diário
  • 15h15 domingo
  • 15h40 diário
  • 18h15 diário e domingo
Guarani – São João Nepomuceno
  • 08h45 segunda e sexta
  • 16h40 segunda à sábado
São João Nepomuceno – Guarani
  • 08h30 segunda à sábado
  • 13h00 segunda e sexta

Empresa Salutaris

Guarani – São Paulo
  • 19h45 domingo
São Paulo – Guarani
  • 20h30 sexta

Empresa Útil

Guarani – Belo Horizonte
  • 07h00 segunda à sexta
Belo Horizonte – Guarani
  • 18h00 segunda à sexta


Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.