Ads Top

A Aldeia de São Pedro

A Região dos Lagos é bem conhecida pelos seus sete municípios em torno das Lagoas de Araruama e de Saquarema. Algumas dessas são conhecidas não só pela beleza de suas praias, mas também por contar a história da região. Hoje vamos conhecer a cidade de São Pedro da Aldeia.




O nome do município remonta da formação de uma aldeia composta por quinhentos índios já catequizados vindos do Espírito Santo. Mas antes disso, há de lembrarmos que tudo começou após a expulsão dos franceses em 1567 da cidade do Rio de Janeiro. Mas ainda havia alguns remanescentes destes em Cabo Frio. O que Portugal faria?

Antonio Salema foi o escolhido pela Coroa Portuguesa para expulsá-los desta feitoria e assim o fez entre os anos de 1575 e 1578. Mas mesmo assim a Capitania de Cabo Frio - fundada em 1615 - ainda era alvo de constantes ataques de piratas. Foi então que se concluiu que para manter a Capitania e a cidade livre desses ataques era necessário a implantação de um aldeamento indígena, sob as diretrizes de Martim Correia de Sá enviadas ao Rei de Portugal por meio de uma carta datada de 20 de abril de 1617. No mesmo ano, em 16 de maio, foi erguida a Aldeia de São Pedro de Cabo Frio.


Centro de São Pedro da Aldeia e ao fundo a edificação dedicada ao padroeiro
da cidade.
Em 1689, a Aldeia já possuía três vezes a população da cidade da Vila Real da Praia Grande (hoje Niterói). Isso por que em 1648 os índios da tribo Gessaruçus (ou Guarulhos) chegaram a esta localidade vindo de terras que ficavam além da Serra dos Órgãos, nas margens do Piabanha e do Paraíba.

E por aqui, alguns cientistas e viajantes aventureiros passaram e assim, como o Relatos de Viagem Etc, deixaram registradas suas impressões sobre a Aldeia. Um deles foi Saint Hilaire, que chamou a atenção para o futuro do índios: "... todo o índio pode ceder seus campos a um homem branco; mas as terras da aldeia, sendo consideradas como inalienáveis, o branco não pode restituir ao indígena; ele indemniza-lhe apenas o valor das plantações...".

Monumento detalhando os anos em que a cidade teve
sua formação administrativa consolidada. 
Ao fundo, a Casa da Flor.
É interessante denotar que até o século XIX, a Aldeia de São Pedro era uma reserva índigena cujas terras pertenciam aos índios, e eram por eles administrados. Os índios por sua vez eram tutelados por uma conservatória, por meio de um "Juiz de Órfãos e dos Índios". Os poucos brancos que habitavam nas terras da aldeia pagavam foro à Conservatória.

Mas "Sampê" só veio a ter a sua autonomia administrativa depois de passar quase um século após a criação, depois da extinção da Conservatória dos Índios (que favoreceu o cultivo do café por meio da mão de obra negra e escrava) e depois da Proclamação da República.

E a Aldeia vira município


Tudo começou no ano de 1890, quando o Governador do Estado na época, o Sr. Portella decreta a criação da Vila de Sapiatiba com sede na freguesia da Aldeia de São Pedro. Mas o município - apesar de separado territorialmente de Cabo Frio - ainda manteria certa ligação com a vizinha, por pertencer a mesma comarca.




Mas dois anos depois, outro governador, o Sr. José Thomaz Porciuncula revogou o decreto de Portella fazendo com que Sapiatiba (que em tupi-guarani, significa local abundante em sapê) voltasse para os domínios de Cabo Frio pelo simples fato de que a localidade não possuía população suficiente para se emancipar.

A aldeia que já desfrutava de uma boa situação econômica, social e política não aceitou essa alegação e revindicou sua autonomia política. O resultado disso foi a Lei nº 35, de 17 de dezembro de 1892 que devolveu a Sapiatiba o direito de se tornar um município, mas dessa vez com um novo nome: São Pedro da Aldeia.

Acima, o local onde ficava a estação de Iguaba Grande e a antiga estação de São Pedro da Aldeia.


A outrora aldeia, agora município passou a ter dois distrito: São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande, criado em em 8 de junho de 1954, pela Lei nº2.161 e emancipado no ano de 1995 por meio da Lei Estadual nº 2.407. Conheça mais sobre Iguaba clicando aqui.



No ano de 1914, o segundo distrito de São Pedro foi agraciado com uma estação de trem. Eram os áureos tempos da Estrada de Ferro Maricá e do Ramal de Cabo Frio. 


O distrito-sede veio a ter sua estação no ano de 1937 e permaneceu em atividade até o ano de 1962, quando os trens pararam de circular entre Maricá e Cabo Frio. Permaneceu fechada, abandonada e até chegou a ser usada como Rodoviária. Mas isso começou a mudar no ano de 2010 quando o IPHAN começou a restaurar o imóvel - que já havia sido vendido e foi readquirido pela Prefeitura - que atualmente funciona como Centro de Preservação Ferroviária da cidade e Cine Estação São Pedro.


Como chegar


Para se chegar a São Pedro a principal via de acesso a esta é pela Via Lagos, que pode ser acessada pelas BR-101 ou pela Rodovia Amaral Peixoto. 




Mas se desejar vir de ônibus, a Auto Viação 1001 é a principal empresa que liga São Pedro da Aldeia a capital, a São Paulo e as regiões Norte, Serrana e Noroeste Fluminense.


A Viação Montes Brancos e a Salineira liga São Pedro aos municípios da Região dos Lagos.


Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.