Ads Top

Cataguases, a Princesinha da Zona da Mata

Uma cidade que marcou a história do cinema brasileiro, o movimento modernista de 40 e a história de Minas Gerais. Assim é Cataguases, localizada a 320 quilômetros de Belo Horizonte e a 256 km do Rio de Janeiro. A cidade também é marcada pelo seu pólo industrial e pela histórica Companhia de Luz e Força Cataguases-Leopoldina, atualmente Grupo Energisa.
Guido Marliere
A história de Cataguases – e de Minas Gerais – tem um capítulo dedicado a um francês: Guido Tomaz Marlière.

Guido Marlière (França, 1767 – Guidoval (MG), 1836) foi um militar francês responsável pela civilização dos índios e criação de novos povoados por aqui. Chegou aqui no Brasil em 1811 e foi preso pela acusação de estar a serviço de Napoleão Bonaparte. Após ser inocentado da acusação de espionagem a favor dos franceses, Guido pediu para ser enviado para um lugar longe da civilização afim de trabalhar pela civilização dos indígenas.

Seu pedido foi atendido e em 1813, Guido chega a região que hoje é o município do Rio Pomba afim de civilizar os índios daquela localidade. Pelos seus esforços de “manter a casa em ordem”, foi nomeado Tenente-Coronel das Divisões do Rio Doce e conhecido como “O Pacificador do Vale do Rio Doce” ou “O Apóstolo das selvas mineiras”.

Contribuiu para a fundação de cidades como Timóteo, Antonio Dias, Coronel Fabriciano, Marliéria, Ipatinga e Cataguases. Mas voltando a Cataguases…



No ano de 1826, o Sr. Guido Marlière fundou o povoado de Meia Pataca em um terreno doado pelo Sgto. de Ordenanças Henrique José de Azevedo e por outros moradores a área. Segundo o Dicionário Geográfico do Brasil, de Moreira Pinto, o inusitado e curioso nome se origina de uma exploração na parte Sudeste de Minas que se deu por volta de 1800, quando aventureiros acharam “meia pataca de ouro” em um curso d´agua que ficava as margens daquele povoado.

Em 1841, o arraial de Meia-Pataca era elevado a categoria de curato de Sta. Rita de Cássia de Meia Pataca e dez anos depois o curato virou freguesia. Distrito com o nome “Santa Rita de Meia Pataca”, subordinado a Freguesia de São Januário de Ubá.


Paço Municipal de Cataguases.
Em 1875, o distrito de Sta Rita de Meia Pataca passava a ser uma vila. A transformação de distrito para vila veio com a mudança de nome: Sta. Rita de Meia Pataca passava a se chamar Cataguases. O município foi instalado no ano de 1877, composto do distrito-sede, Espírito Santo do Empossado (desmembrado de Leopoldina) e Sto. Antonio do Muriaé. Mas o que é Cataguases?



“Cataguases” é uma palavra de origem indígena e sua tradução mais aceita é a de Diogo de Vasconcelos e Napoleão Reys, que o traduzem por “Gente Boa”, sendo sua forma original “catu-auá”. Mas segundo João Mendes, “Cataguases” significa “terra das lagoas tortas” e Nogueira Itagiba afirma que a tradução correta seria “povo que mora no país das matas”. O que é certo, no entanto, é que o vocábulo servia, originalmente,para denominar uma tribo indígena que, ao expirar o século XVII, vivia numa região e temor impunha ao branco invasor. Por isso ou por outras razões, todo o sertão aurífero foi, de começo, denominado sertão dos Catu-auá.

No entanto, a escolha do nome Cataguases para a antiga povoação do Meia Pataca deveu-se exclusivamente a uma razão sentimental, ditada por José Vieira, filho do Major Joaquim da Silva Pinto, cujos esforços o local devia os maiores impulsos ao seu progresso.

A ponte de Vista Alegre (Raul Soares)
José Vieira sugeriu e batalhou pelo nome de Cataguases , a mesma denominação de um riacho que banhava a fazenda do Bom Retiro, onde passara ele sua meninice, antes de vir para o latifúndio do Meia Pataca. Atualmente Cataguases possui seis distritos: Cataguases, Glória, Sereno, Aracati de Minas, Cataguarino e Vista Alegre.



É interessante salientar que alguns municípios limítrofes como Itamarati de Minas, Astolfo Dutra, Miraí, Dona Euzébia e Santana de Cataguases já pertenceram a esta importante cidades.



E a elevação de distrito para a vila contou com a ajuda da chegada do trem: A Estação da cidade foi aberta após a mudança do nome do distrito. Atualmente o prédio da estação é o Centro Cultural Eva Nil, homenageando Eva Clotilde Leopolda Tonetti Comello, atriz que se destacou no cinema brasileiro na década de 20.

Eva Nill no filme "Barro Humano". Acervo Wikipedia
Eva Nill nasceu no Egito no ano de 1909, mas veio para Cataguases e daqui não saiu mais. Atuou em sete filmes de 1925 a 1929, dentre eles destacando-se “Barro Humano“. É conhecida como a “Greta Garbo Brasileira”. Faleceu aos 81 anos de idade.

Ainda passam trens pela estação, mas de carga. Transportando e mostrando para quem quiser ver a bauxita que vem de Itamarati de Minas e é levada para se transformar em alumínio no estado de São Paulo.


No mesmo ano, também foi inaugurada a estação de Vista Alegre. Deste ponto em diante, saía o trem para o curto ramal de Leopoldina. De 1877 até 0 ano de 1965, saíam trens de passageiros. Atualmente, circulam trens repletos de bauxita entre Barão de Camargos (MG) e Barão de Angra (RJ), no município de Paraíba do Sul.


A Cia. Cataguases de Tecelagem
Cataguases leva o seu nome para o mundo por meio de sua indústria e de sua forte ligação com as artes.

Na parte da indústria destacamos a Companhia Industrial Cataguases, considerada uma das mais importantes empresas de tecelagem do Brasil; a Cia. Cataguazes de Papel, importante e atuante na área de reciclagem de papéis e a Companhia Manufatora, que fabrica e exporta algodão hidrófilo da melhor qualidade para todas as partes do mundo.

Nas artes, Cataguases se destaca pela presença marcante da arquitetura modernista e pelo cinema. Além de Eva Nil, temos os cineastas Humberto Mauro e Pedro Comello, que foram os pioneiros do Cinema Brasileiro.

Nascido em Volta Grande, Humberto Mauro – junto com Pedro Comello – produziu obras-primas do cinema brasileiro por aqui como Valadião, o Cratera (1925), Nas Primaveras da Vida (1926), Thesouro Perdido (Produzido em 1927 e que rendeu o título de melhor filme brasileiro do ano), Brasa Dormida (1929) e Sangue Mineiro (1930).

Brasa Dormida é uma bem-sucedida trama de aventura e romance (onde até tem uma ceninha de erotismo…para os padrões da época, é claro). Já Sangue Mineiro foi um sucesso de crítica e de público, mostrando que a dupla Mauro-Comello ainda tinha muito o que fazer pelo cinema brasileiro.



Na arquitetura modernista, Cataguases se destaca por meio de obras como o Cine-Teatro Edgard, a Matriz de Sta. Rita de Cássia, Praça Rui Barbosa, residências de grandes personalidades locais, entre outras.



O Cine-Teatro Edgard substituiu o Cine-Teatro Recreio, que inspirou Humberto Mauro e Pedro Comello a caminharem e escreverem os seus nomes na história do cinema. O Recreio, construído em 1896, é de eclético. O prédio atual – de 1946 – chama a atenção pelas suas curvas em concreto armado do salão de festas, a fachada com parede inclinada, o mosaico em ladrilhos hidráulicos, os pilares da fachada, as escadarias curvas, o mezanino e o grande vão da platéia mostrando o avanço tecnológico da época. Obra tombada pelo IPHAN em 1994 e projeto de Aldary Henriques Toledo e Carlos Azevedo Leão.

Em frente ao Cine-Teatro, temos a Praça Rui Barbosa. As rampas, o desenho do piso em ladrilhos hidráulicos e pedras portuguesas, os extensos bancos curvos e sem encostos em pastilhas chamam a atenção da praça que foi construída em 1957 e tem a assinatura de Luzimar Goes Teles. A Concha Acústica é de autoria de Francisco Bolonha.


E apesar de não ser um monumento modernista, não podemos deixar de mencionar o Museu Chácara Dona Catarina, que foi residencia do Cel. João Duarte (Um dos fundadores da Cataguases-Leopoldina) e de Catarina Zauza, sua segunda esposa. 

A mansão foi restaurada em 1998 através de projeto patrocinado pela Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho com apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, em parceria com as empresas Usiminas e Telemar. Inaugurado em 2000, o Museu é dedicado a exposições musicais e concertos musicais.

Calçadão de Cataguases
E assim segue Cataguases: Uma cidade dinâmica onde o passado e o presente convivem…onde se vê um futuro com muita a coisa a fazer, para que essa convivência pacífica continue a existir.

A dica do Viajante



Para curtir um pouco mais de Cataguases, recomendo o Hotel Spindola. Oferece conforto e um bom café da manhã a preços convidativos. Mas o Gran Hotel Villas também é uma boa opção.

Para encerrar a noite, recomendamos o “Especial” do Estação Lanches: Duas carnes, milho, ervilha, alface, tomate, molho especial, apresuntado (será que é Pif-Paf?) e queijo.





Como chegar


Ponte Metálica sob o Rio Pomba

Vindo do Rio de Janeiro: Siga pela BR-040 (Rio – Juiz de Fora) até o saída para a BR-393 na altura de Três Rios. Por esta rodovia, seguir até o acesso a BR-116 em Além Paraíba. Já em Leopoldina, pegue a rotatória e em seguida, a 4ª saída de acesso a BR-120 e depois continue na MG-010 até o acesso a Cataguases

Para quem vem de São Paulo, seguindo pela Dutra e depois entre no acesso a BR-393 e faça como o descrito na rota para quem vem do Rio.

Linhas de Ônibus 





A Riodoce tem saídas diárias para o Rio de Janeiro, Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna, Cachoeiro do Itapemirim, Piuma, Marataízes e Vitória.


A Itapemirim tem saídas para Aparecida, Barra Mansa, Volta Redonda, Campos dos Goytacazes, S. José dos Campos e São Paulo. O Expresso Setelagoano tem saídas para Belo Horizonte.




A Unida tem horários para Ubá, Piraúba, Leopoldina, Tocantins, Astolfo Dutra e Rio Pomba.



Para Santana de Cataguases, temos saídas da Viação Santanense nos seguintes horários: 7:20 / 10:00 / 12:30/ 14:20 (exceto sáb., dom e fer) / 16:15 / 19:00 / 21:30 (dom)



Para a cidade de Itamarati de Minas, a Bareza Turismo tem os seguintes horários: 06:25 / 08:00 / 10:00 / 14:00 / 16:30 / 19:00


A Paraibuna tem horários para Sto. Antonio de Pádua, Leopoldina, Juiz de Fora e Miraí. A Sereno tem saídas para Glória, Sereno e Aracati.



A Viação Bonança, A T.C.L e a Viação Dorico operam no transporte municipal da cidade.


Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.