Ads Top

Caçapava, a “simpatia” do Vale do Paraíba

“Oh! Caçapava, ao longe dantes,
do ceú azul, dos arrozais, lá na ribeira;
do Paraíba, dos bandeirantes,
dos cafezais, dos alcantis da Mantiqueira!
É “simpatia” hospitaleira,

serena e calma florescendo sempre

está; de gente amiga,
bondosa e ordeira,
e que possui a fibra do Jequitibá!”





Assim define o hino da cidade: Simpática e hospitaleira para com aqueles que a visitam. E assim o Relatos de Viagem Etc. se sentiu ao passar por este sereno e calmo município do Vale do Paraíba Paulista.
Praça da Bandeira
Caçapava em tupi-guarani significa “clareira” ou “passagem na mata”. O nome se deve a uma grande abertura natural existente na Serra do Mar e que forma densos nevoeiros vindo do oceano Atlântico no período de inverno. O surgimento do município se originou  de dois distintos povoados sendo o bairro de Vila Velha de Caçapava o mais antigo.
O povoado cresceu em torno da capela de N.S. da Ajuda, erguida em 1705 nas terras do fazendeiro Jorge Dias Velho. Sua fazenda era local de pouso do Caminho Real, que fazia a ligava entre Taubaté e São Paulo. Caçapava Velha se tornou freguesia em 18 de março de 1813 com o nome “Cassapaba’.
Mas a Caçapava de hoje surgiu no ano de 1842 ao redor da capela de São João Batista, fundado pelo Capitão João Ramos da Silva e depois tornou-se sede da freguesia de Cassapaba.  Em 3 de maio de 1850, foi elevado à categoria de vila, tornando-se município em 14 de abril de 1855, se separando de Taubaté.

A estação original, de 1876. Acervo Estações Ferroviárias do Brasil

No ano de 1876, a Estrada de Ferro do Norte abriu a estação local.

A Companhia era uma iniciativa de fazendeiros paulistas cujo ramal saía da estação Brás da São Paulo Railway e seguia até Penha, chegando posteriormente ao encontro da Estrada de Ferro D. Pedro II, que vinha do Rio e seguia para São Paulo. Após o fim da monarquia, a Pedro II virou a EFCB que absorveu a já combalida E.F. do Norte.
A Estação atual é de 1922 e atualmente se encontra abandonada, se bem que já foi utilizada pela MRS Logística de 1997 até 2008 quando repassou a responsabilidade do prédio para a administração local.

Depois do café no final do século XIX, seguiu-se um período de estagnação econômica. A recuperação só ocorreu em meados do século XX com o cultivo do arroz e a introdução da pecuária de leite e acelerou-se na década de 1970 com a expansão das atividades industriais no município.





Como chegar

Vindo do Rio de Janeiro: Seguir pela Via Dutra até o acesso 127, já em terras paulistas, em direção a Avenida Antonio de Castro Junior.

Depois é pegar a Avenida Brasil e por esta seguir  a direita pela Ladeira São José. Você já está no Centro de Caçapava.
Vindo de São Paulo: Seguir pela Dutra até o acesso 128 e por esta seguir o mesmo caminho de quem vem do Rio.
A Pássaro Marrom opera saídas de São Paulo, São Sebastião, Taubaté e cidades próximas para a cidade.

A Viação Sampaio opera saídas de Barra Mansa, Resende e Rio de Janeiro para a cidade.

A empresa “Cidade de Caçapava” opera linhas municipais na cidade.


Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.