Ads Top

A Laje do Rio Muriaé

Sob o Rio Muriaé, havia uma laje...havia uma laje sob o Rio Muriaé...Pelo menos é o que a história nos conta.



Relata-se que por volta de 1832, três homens, dois de origem portuguesa e um de origem luso-espanhola, foram os primeiros homens civilizados a chegarem a estas terras. O primeiro que chegou foi José Ferreira César, o segundo José Bastos Pinto e o terceiro José Garcia Pereira, vindos do povoado que viria a ser chamado "São Paulo de Muriahé", com suas respectivas famílias.

Mas por que havia uma laje no rio Muriaé? Há duas versões

  • A primeira versão sobre a origem do nome da cidade é de que no tempo dos bandeirantes, a povoação vinha recebendo aos poucos os seus novos habitantes, no rio Muriaé e na altura onde se acha hoje o casario da vila, existe uma laje de pedra no rio, da qual se avizinhavam os primeiros povoadores do lugar, servindo de ponto de referência aos encontros. Dai era freqüente eles dizeram: "Vamos encontrar na laje"; "Vamos até a laje". A localidade ia crescendo e as referências a "laje" iam sendo repetidas. Por isso, o nome da atual cidade teve origem na laje de pedra do rio que a banha;
  • Afirma-se que índios puris (primitivos habitantes) pertenciam à raça Lagide (Laje), e que eram oriundos dos GÊS, cujo grupo pertencia aos Goitacases e aos Coroados. Assim sendo, o nome de Laje veio da classificação dos puris (Lágides) e não, de uma pedra (laje), existente no rio.





Detalhe do pórtico de entrada de Laje
Independente das versões que povoam a mente de seus moradores, o importante é que Laje do Muriaé se fez presente na história do Brasil, com o episódio conhecido como  "As Garrafadas de Laje do Muriaé". 


O fato se deu quando houve uma conferência republicana se realizou no local onde hoje se encontra a Praça Primeiro de Maio. Quatrocentos escravos libertos comandados pelo Tenente Gatto atacaram o prédio onde havia um hotel ao lado da Igreja Matriz. Estes estavam a mando dos escravocratas que passaram a idéia de que seriam novamente escravizados pelos republicanos. Nesse evento estava presente o Dr. Nilo Peçanha, que escapou do tumulto.





No ano de 1939 foi instalada nessa vila uma Sub coletoria Estadual de Rendas, que foi transferida em 1940 para o distrito itaperunense de Comendador Venâncio. No mesmo ano, a repartição retorna para Laje e cinco anos depois a Sub coletoria foi promovida a Coletoria.

Mas levou muito tempo até Laje do Muriaé se tornar um município. Somente em 1962, após um plebscito, que a vila se tornou Município por meio da Lei n.º 5.045, de 07 de março de 1962 sancionada pelo Governador Celso Peçanha.





Dica do Viajante

A dica fica por conta do Restaurante Casarão. Comida caseira, simples e de bom gosto!

A Auto Viação 1001 leva os lajeenses ao Rio de Janeiro e Niterói e a Brasil Trasporte e Turismo leva os lajeenses para Itaperuna e Miracema.

A Real Ita também passa por aqui em direção a Muriaé.


Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.