Ads Top

Moqueca de Viagem: As Emoções da Capital Secreta do Mundo

Bem-vindos a Cachoeiro do Itapemirim... Lá pelos idos do século XIX, podia ser Caxoeiro, Cachoeiros, Cachoeira, Caxoeira, enfim! Ninguém se entendia com a grafia do nome desta cidade que, cento e vinte anos depois de sua fundação, datada de 11 de novembro de 1890, tem o carinhoso apelido de Capital Secreta do Mundo.

Tão secreta que boa parte do mundo desconhece sua capital secreta, mas seu jeito de polo regional não esconde que Cachoeiro é, escancaradamente, a capital de todo sul capixaba, e segundo polo mais importante do estado, atrás apenas da capital, Vitória, da qual Cachoeiro dista 140km.

Seus atuais 198km² abrigam cerca de 200 mil habitantes, além de pessoas que vêm de toda região em busca de seus produtos e serviços.
Há quase duzentos anos atrás, no entanto, eram os índios Puris a habitar as cercanias, temidos e em disputa de terras com os Botocudos, quando ambiciosos desbravadores chegaram à cidade em busca das riquezas do ouro.

Subir o encacheiramento do Rio Itapemirim, àquela altura, não era fácil tarefa, e o jeito era ficar por ali enquanto não se encarava o desafio. A partir daí, a cidade começou a existir e se desenvolver.

Situada num vale cercado por morros - alguns deles verdadeiros símbolos da cidade, como o Pico do Itabira, na foto acima, e o Frade e a Freira, batendo eterno papo como na foto abaixo, é uma cidade de temperaturas altas.

Para os que gostam de ônibus, não há como falar em Cachoeiro do Itapemirim e não lembrar de uma empresa que é praticamente símbolo do município em todo Brasil, e uma das mais importantes da cidade. O ônibus da foto é um completo representante de Cachoeiro: não bastando ser da Itapemirim, foi produzido pela Tecnobus, cuja fábrica ficava lá.

A foto, no entanto, foi tirada em Macaé pelo amigo Anderson Feijó, do Ônibus em Fotos

No Brasão da cidade, criado em 1982, figuram as riquezas do município: o café, que até mesmo nos tempos de hoje é de suma importância para a economia local, sendo principal produto agrícola da cidade; o mármore, material do qual Cachoeiro responde por grande parte da produção nacional...


...indústria e pecuária também estão lá. Cachoeiro já foi um grande centro industrial, e alguns estabelecimentos ainda permanecem lá, sem contar que, devido a pecuária, a indústria local de laticínios tem importância nacional, sendo o maior produtor deste gênero no Espírito Santo.

Faltou descrever um símbolo no brasão local: a pena. Mas... são tantas as emoções que ela representa!
Figuras de sucesso nas artes, nas letras e no entretenimento nasceram nesta capital secreta: Rubem Braga, Sérgio Sampaio, Carlos Imperial, Luz del Fuego, Levino Fànzeres, Raul Sampaio Cocco... Mas deles, sem dúvida, o mais lembrado é o cantor Roberto Carlos.

Quando eu estou aqui
Eu vivo esse momento lindo
Olhando pra você
E as mesmas emoções sentindo
(Trecho de Emoções, de Roberto Carlos)

E assim é Cachoeiro, uma cidade em que o tradicional e o moderno se misturam numa coisa só, indissociável.

As pontes sobre o Rio Itapemirim são um atrativo à parte.

Um passeio pelo centro de Cachoeiro praticamente nos conduz às margens do Rio Itapemirim.
Mas um olhar mais atento nos leva a belas praças e prédios notáveis, como os atualmente ocupados pela Prefeitura e pela Câmara Municipal locais.

Acima, Praça, com Câmara Municipal ao fundo. Abaixo, a Prefeitura.



No dia em que o RdV visitou a cidade, alguns locais de referência cultural e histórica, bem como a loja de souvenirs da rodoviária, estavam fechados, mas a foto mostra bem a importância do local como centro regional: olha a xicrinha com foto da circunvizinha Piúma...

E, saindo do Centro, também encontramos belezas: os campos, a vista dos picos, vestígios da história do local, como pontes não mais utilizadas...

E esta formação curiosa às margens da BR-101...

Será um aerolito?! (rsrsrs)

Talvez seja sobre este e outros encantos que os dois clérigos passem tanto tempo a conversar...
E a Moqueca de Viagem vai seguindo: ainda temos muitas emoções a mostrar!!

Um grande abraço, e volte sempre! :)

Texto: Rodrigo Silva
Fotos: Rodrigo Silva, exceto quando indicado o autor na própria
Pesquisa: Wikipédia, Cidades.com.br, e Mundi

Um comentário:

  1. Belas fotos, belo texto!!
    Até onde eu sei a Tecnobus era uma industria do grupo Itapemirim que fabricava carrocerias de ônibus, exclusivo para a empresa capixaba.
    Visto que a frota da Itapemirim atualmente conta com Busscar e Marcopolo, entendo que a Tecnobus deixou de existir.
    Caso meu raciocínio esteja correto, saberias informar quando essa fábrica fechou e por quais motivos?

    Grande abraço e sempre estou visitando seu blog...

    Fco. Souza

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.