Ads Top

BU, te peguei!

Fala, meu povo!

Aos trinta dias do mês de janeiro do ano de dois mil e dez, entrou em funcionamento o BILHETE ÚNICO. A intenção desta é a de propor uma economia no bolso dos usuários do transporte coletivo da região metropolitana no Estado do Rio de Janeiro, onde se paga a tarifa de R$ 4, 40 para viajar em dois coletivos no período de duas horas.

Nos primeiros dias, problemas de implantação ocorreram. Mas quase um mês de funcionamento, este benefício tarifário que reduziu e fixou as tarifas praticadas nas linhas intermunicipais (de R$ 2,35 a R$ 7,10) da região metropolitana vem fazendo a cabeça do povão.

Tá, e quem tem Riocard fica fora dessa?

Nããããão!!!! Quem tem Riocard Convencional (esse aí de cima!) deve solicitar ao seu empregador o cadastro do mesmo no sistema BU. Riocard Expresso? Também entra na brincadeira, mermão!

E o RdV relata como foram os primeiros momentos do Bilhete Único entre os seus integrantes.

Faaaala, Bernardes!!!!

Confesso que no início, fiquei muito irritado pelo fato da Flores não disponibilizar mais os carros "Rápido" da 472B - Coelho Branco x Central (Pça. XV/Castelo) além da integração no Jd. América.

Porém como no momento de fúria o ser humano não pensa, depois tentando manter a racionalidade, pensei: Se é por causa do BU que tomaram essa atitude, então posso embarcar no 473B e depois embarcar no 472B e resolvi fazer o teste.

Agora estou muito feliz e contente, pois debita R$ 4,40 lá no 473B e depois embarco no 472B e vejo o validador liberando a roleta para mim por R$ 0,00!

Vejo o BU também uma forma de abrir mais oportunidades ao povo da Baixada, tanto em questão profissionais quanto turísticas.

No caso do Editor-Chefe deste blog...

Foi num domingo. Estava voltando da Praia de Mauá com meus cunhados e minha noiva. Pensávamos como voltar para a "civilização": De TREL, indo prá Caxias, de UNIÃO, encarando o S. Fco. x Central ou pegar um Cozzobus para Piabetá e de lá, cada um se virar para chegar ao seu destino.


Foi aí que apareceu um Torino da União reluzindo "CENTRAL". Pensei: "Caceta! Meu Riocard vai pro saco!!!! Morrer em sete conto..." Foi então que apareceu no validador: "R$ 4,40 - Bilhete Único". Enquanto a minha cunhada foi num 910 prá casa e nada gastando prá Ilha, eu vim de Reginas prá casa e vendo o validador indicar "R$ 0,00".


Suspirei e fiquei contente pelo BU funcionar...agora eu faço festa, indo e voltando de Piabetá. Valeu BU!"

E direto de Angra, Silva nos relata seu "susto" com o BU...

Bem... Meu RioCard é autônomo - ou seja, sou empregador e empregado de mim mesmo no sistema do VT. Habilitar o BU foi relativamente fácil, e o meu funcionou desde o primeiro dia de testes. No primeiro dia, usei o velho e bom 520D (Jd Alcântara x Estácio, Galo Branco) e continuei num 241 (Pça Mauá x Taquara, Barra).


A soma das passagens, de R$7,80, caiu para os R$4,40 regulamentares. Na volta, 269 (Curicica x Praça XV, Litoral Rio) + 423A (Vl Isabel x São Gonçalo via Saens Peña, Coesa), com direito a Ideale OH-1518, frescão da linha que só entra no BU aos fins de semana - era sábado.


Agora, a combinação mais louca que fiz foi na segunda-feira antes do carnaval, quando encarei um 425D (Alcântara x Campo Grande, Mauá) e faltando míseros dois minutos para a validade expirar, embarquei no 739P (Cpo Grande x Ilha da Madeira, Real Rio), rumo a Itaguaí.
Paguei R$4,40 pelo que sairia a R$9,60, e viajei por praticamente três horas! Mas haveria de continuar a viagem, e péssima surpresa: a Itaguaí x Conceição de Jacareí está fora do Bilhete Único, e por esta viagem tive que desembolsar os R$6 regulamentares na pulguinha da Expresso.


A propósito, Mangaratiba está mesmo na lista do BU? Fato a averiguar, mas parece que nenhuma linha da Expresso para o município está inclusa no benefício.
Chegando a Jacareí, já estou fora da Região Metropolitana, do Bilhete Único... e do RioCard, rsrsrs!

Abraço e tudo de bom.

Texto e Fotos: Alexandre Bernardes, Luiz Antonio Doria e Rodrigo Silva

Riocard e Bilhete Único. Imagens extraídas da internet.

9 comentários:

  1. Bom saber que mesmo os "executivos" da Mauá estão integrados ao BU intermunicipal. Minha dúvida é a 381 da Jabour, os urbanos com ar dela não têm o adesivo. E Mangaratiba está integrada sim ao BU intermunicipal, pelo menos nas linhas Itaguaí/Itacuruçá e Itaguaí/Muriqui. A Itaguaí/Mangaratiba acho que está incluída e com certeza a Itaguaí/Conceição de Jacareí está fora.

    Os limites do BU intermunicipal são estranhos, algumas linhas de Itaguaí, Mangaratiba e Maricá, que pela divisão do governo estadual não são parte da Região Metropolitana, fazem parte, mas as linhas pra Petrópolis e Rio Bonito estão excluídas.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Fernando.

    Realmente é esquisito os limites impostos ao BU intermunicipal. Mas é questão de ajustes que virão - ou acredito que venham - com o tempo.

    Algumas empresas não vem com o adesivo em seus vidros dianteiros, mas provavelmente a 381 deve aceitar o BU, já que os urbanos são refrigerados.

    Resta, você tirar a dúvida pessoalmente.

    Abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. No meu caso, aconteceu sem eu saber que o RioCard funcionaria como BU.

    Foi quando numa bela tarde de sol do mês passado, com uma baita tensão pré-carnavalesca, saí do expediente e panhei um Torino G7 da Acari na 277.

    15 minutos até a Rodoviária Novo Rio.

    E aí, foi encarar mais de meia hora de fila no guichê da 1001 para comprar uma passagem para um lugar que brevemente constará no RdV.

    Só que ao sair da Rodoviária, eu estava pensando em pegar o 384 e quando estava chegando no ponto de ônibus, não cheguei a tempo... perdi o ônibus. Isso ainda com menos de uma hora de ter passado o Rio Card no 277.

    Mas conforme a hora ia passando e o 384 demorando, peguei o 003 da Transmil mesmo.

    E aí, pensei: acho que vou até Olinda. Mas como já perdi muito tempo, vou até Nilópolis mesmo.



    Foi aí que descobri que o RioCard serve como BU:
    Aproximei o cartão do validador e a roleta fora liberada a R$ 2,20.


    Essa foi minha primeira experiência com o BU.

    ResponderExcluir
  4. No tocante à materia, ela ficou ótima:

    Esclarecedora, com texto bem escrito de uma forma lúdica, sem pecar para o lado popularesco de tablóides.

    E ainda por cima, com os bons RELATOS DE VIAGEM de uma parte da equipe do Relatos de Viagem !!!

    EXCELENTE !!!

    ResponderExcluir
  5. Não sabia muito a respeito do BU do Rio. Vi seu post e visitei também o site da Secretaria de Transportes. Pelo que vi o BU serve para integração em linhas intermunicipais e é aceito (sem integração) em todos os ônibus municipais. O site da secretaria fala que "Pode ser usado em todas as empresas de ônibus do Estado do Rio de Janeiro, independentemente do valor da tarifa.".
    Se for realmente isso, o Rio de Janeiro alcançou um nível que em São Paulo há tempos não passa de promessa.

    ResponderExcluir
  6. Em tempo:

    Não custa nada indicar o link do site oficial do BU:

    http://www.riobilheteunico.proderj.rj.gov.br/

    ResponderExcluir
  7. É verdade!

    Não custa nada indicar, até porque lá é uma fonte segura de se tirar as dúvidas sobre o BU.

    Abraço e grato a todos pelos comentários

    ResponderExcluir
  8. Uma outra forma oficial de consultar mais sobre o Bilhete Único do RJ é:

    www.riobilheteunico.com.br

    Mais fácil de acessar, embora funcione mais como uma "abertura" em relação ao outro link indicado.

    Mesmo assim, essa última indicação leva o usuário a acessar outros assuntos relativos não mostrados no link que enviei anteriormente.

    ResponderExcluir
  9. Interessantíssima a matéria. Parabéns!! E, no meu caso? As linhas 721D e 521D que, quase na totalidade, são operadas por IDEALE 770 da FAGUNDES? Ônibus com duas portas? Coisa rara... Só passa em dias de sábado e domingo... Estou desembolsando dinheiro do meu bolso, pois a empresa que trabalho, só paga o valor do BU.... Que chato... Não é?

    Abraços...

    Carlos Eduardo Lopes

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.