Ads Top

Os Campos de Maria da Fé

Fala, meu povo! Hoje o RELATOS DE VIAGEM ETC conta a história de uma Maria mineira, próxima a bela Itajubá e a simpática e faceira Cristina. Com a participação de Antonio Ribeiro, um carioca que tem a cidade no coração, bem-vindos a MARIA DA FÉ.


A cidade de Maria da Fé esta localizado na serra da Mantiqueira a aproximadamente 1.200 metros de altitude. Fica distante 23 Kms da cidade de Itajubá, de onde se tem acesso.

É uma cidade bem agradável e hospitaleira, possuindo em torno de 15.000 habitantes entre a zona urbana e rural. Nos anos 80 e começo de 90, a cidade era conhecida como a “Cidade das batatas” pela sua produção em grande escala do referido produto. Hoje devido as crises econômicas e da baixa do poder aquisitivo dos vários fazendeiros da região, já não ostenta tal titulo. Mas vamos entrar na roda do tempo e conhecer a história desta simpática cidade.

Os Campos de Maria da Fé

Tudo começou quando dois fazendeiros adquiriram uma sesmaria próximo ao município de Cristina: João Carneiro Santiago e José Correia de Carvalho dividiram esta em duas partes, onde um se dedicou a exploração das riquezas existentes e a agricultura com escravos e familiares.

Por volta de 1815, após o falecimento destes, estas terras foram subdividas a terceiros. E entre estes estavam o casal José Rodrigues Braga e Maria da Fé de São Bernardo que fundou a Fazenda Nova de Campos.

Foi desta fazenda que surgiu o povoado de Campos de Maria da Fé, mas a edificação desta se deu em terras de João Ribeiro de Paiva. João Ribeiro de Paiva instalou a primeira casa comercial na localidade em sociedade com o Sr. Honório Costa. O surgimento desta casa comercial, somado com a chegada de novos moradores fez com que Campos de Maria da Fé tornasse distrito em 1859 e sob a jurisdição do município de Cristina.

O ano de 1890 foi marcante para a cidade, pois foi neste ano em que se iniciaram as obras da construção da linha férrea que passaria na cidade e em 1891...


...foi inaugurada a Estação Ferroviária da cidade, que era a mais alta da linha com mais de 1.200 metros de altitude. E o trem alavancou o progresso do distrito, pois Maria da Fé exportava a sua produção de batatas para todo o país. Daí o título de "Cidade das batatas".


Hoje a Estação de Maria da Fé é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade: O prédio foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico da cidade em 1999 e desde 1986 funciona nele o Centro Cultural e Turístico do município.

O ano de 1891 também foi um marco para a história da cidade, pois o distrito era desmembrado de Cristina para ser anexado ao município de Pedra Branca (hoje Pedralva).

Em meados de 1908, é instalada a Paróquia de Maria da Fé e sua edificação se deu com a Capela de N. Sra. de Lourdes. Dois anos depois - mais precisamente em 1911 - a Vila de Campos de Maria da Fé passa a ser denominada cidade de Campos de Maria da Fé. O topônimo atual passou a vigorar somente em 1923.

Lembranças da infância...

"Na minha infância, era comum ao chegar a cidade ao amanhecer e poder ver sacos de pães pendurados nas portas dos estabelecimentos junto ao leite cuidadosamente deixado em suas leiteiras de alumínio no chão, ninguém mexia em nada. Outro fato muito legal que me lembro, é que na maioria dos estabelecimentos da cidade, as compras eram feitas por meio de cadernetas, na verdade um pequeno caderno espiral de ¼, nada de cartão de crédito, cheque, etc...

O detalhe maior é que a caderneta ficava em poder do devedor, tamanha era a confiança entre os moradores. A cidade é bem pacata embora já haja indícios de violência, mas muito inferior a que vivemos, não chega nem perto do mínimo que passamos por aqui. Mais é pequenos furtos e a maldita da droga."



A cidade é bem conservada, com suas praças floridas, com pés de oliva pelas calçadas, etc... A EPAMIG possui uma fazenda experimental para o cultivo de olivas (azeitonas), que já tem lavouras por lá, com o propósito da produção de azeite.


Entre os pontos turísticos, temos a Igreja Matriz de N.S.Lourdes, o Pico da Bandeira, a Fazenda Pomaria(foto acima). Na zona rural da cidade, possuem inúmeras cachoeiras. A cidade também é conhecida pelo seu frio, é considerada a cidade mais fria de Minas e a terceira do Brasil. Inúmeras são as geadas nestas épocas do ano.

Lá também mantém certas tradições, como Quarta feira de cinzas (cinzas na testa), Procissão na semana santa (sobre ruas decoradas com imagens feitas com café, carne também nem pensar), Folia de reis, etc...


Como Chegar

Vindo do Rio de Janeiro: Segue-se pela Dutra até a cidade de Lorena, dai em diante segue-se pela rodovia que liga a cidade de Lorena a Poços de Caldas, passando por Itajuba, dai em diante são mais 23Kms até Maria da Fé.

Vindo de São Paulo: O caminho é o mesmo, mas pode ir pela Fernão Dias até a cidade de Pouso Alegre, dai segue-se rumo a Itajuba e posteriormente Maria da Fé.

Linhas de Ônibus

VIAÇÃO COMETA



Rio de Janeiro/RJ x Poços de Caldas/MG

09:00hs / 14:35hs
21:30hs / 02:50hs



Poços de Caldas/MG x Rio de Janeiro/RJ

00:20hs / 05:55hs
13:00hs / 18:55hs





BEL TOUR TRANSPORTES E TURISMO



Rio de Janeiro /RJ x Pouso Alegre/MG

09:00hs



Pouso Alegre/MG x Rio de Janeiro/RJ

10:30hs


Rio de Janeiro /RJ x Monte Sião/MG

22:00hs



Monte Sião/MG x Rio de Janeiro/RJ

20:15hs





TRANSUL



São Paulo/SP x Itajubá/MG

07:00hs

09:30hs

11:30hs

13:30hs

15:30hs

18:30hs

21:00hs



Itajubá/MG x São Paulo/SP

01:15hs

04:15hs

06:15hs

10:15hs

12:15hs

15:15hs

18:15hs







EXPRESSO GARDENIA



Belo Horizonte/MG x Itajubá/MG

07:00hs

13:30hs

16:30hs

22:30hs



Itajubá/MG x Belo Horizonte/MG

05:30hs

08:30hs

15:00hs

22:30hs


Itajubá/MG x Maria da Fé/MG

06:10hs

07:00hs

08:00hs

08:05hs

09:00hs

10:00hs

11:00hs

11:25hs

11:30hs

12:15hs

13:00hs

14:00hs

15:00hs

15:05hs

15:55hs

16:00hs

17:00hs

17:15hs

17:30hs

18:05hs

18:15hs

18:30hs

19:40hs

21:00hs

23:10hs


Maria da Fé/MG x Itajubá/MG

05:10hs
06:00hs

06:05hs
06:10hs
06:59hs

07:10hs
07:15hs
08:00hs
08:05hs

09:05hs
09:20hs

10:05hs
11:30hs

12:05hs
12:50hs

13:05hs
13:50hs

14:05hs

15:05hs

16:05hs
16:40hs

17:05hs
17:35hs

18:05hs
18:35hs

19:05hs
22:05hs


Texto: Antonio Ribeiro e Luiz Antonio Doria

Revisão: Luiz Antonio Doria

Fotos: Antonio Ribeiro

Fonte Pesquisa: Wikipedia, CNM, IBGE e Prefeitura de Maria da Fé

Um comentário:

  1. Comentar sobre Maria da Fé é voltar no tempo a bordo da suadade intensa da maravilhosa hospitalidade mineira.

    Vivi intensamente esta cidade e a tenho no meu coração. A simplicidade do seu povo ao amanhecer indo as fazendas da região comprar o leite puro, a verdaeira broa de milho sobre a mesa e o bate papo com os causos da cidade.

    Em breve estarei de volta a Maria da Fé e voltarei ao passado com o esplendor da belas lembranças.

    Antonio Ribeiro

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.