Ads Top

Recantos do Rio: A Pedra de Guaratiba

"Oi, bem-vindos ao RdV"

O Relatos de Viagem chega hoje em um cantinho pra lá de aprazível da Zona Oeste: A Pedra de Guaratiba.

A “Pedra” como é carinhosamente apelidada fica a aproximadamente 65 quilometros do centro do Rio de Janeiro e como RDV também é cultura, você sabe o que significa Guaratiba?

Guaratiba significa habitat das Aves Guará, ou dos lobos Guará. Bom, fica a seu critério...


"Não encontrei nenhuma dessas por aqui..."


"...Nem desses."

A Pedra é banhada pela Baía de Sepetiba, que um dia já pudemos chamar até de mar...

Hoje ela pede socorro!

Curiosidade: Você, leitor do RDV, sabia que nos áureos tempos dos anos 80 a Praia de Sepetiba lotava e este que vos escreve não conseguia sequer embarcar em um ônibus para ir ou voltar?



O bairro originou-se de uma partilha das terras da região da Barra de Guaratiba, que envolveu herdeiros de seu primeiro donatário: O português Manoel Velloso Espinha. Esta partilha rendeu ao local diversas benfeitorias entre as quais, igreja, noviciato e um engenho.

No engenho havia uma grande produção de açúcar, rapadura e um vasto canavial, proporcionando dessa forma um rápido desenvolvimento à região, em cuja área surgiu a Fazenda da Pedra, região hoje denominada Pedra de Guaratiba.

Uma das últimas obras da prefeitura na orla local foi a construção de um belo Píer e de uma área de recreação, mas a conservação não é das melhores.


Do píer pode-se ver a Restinga da Marambaia (Ou o que restou dela...).


É verdade: tem até catavento gigante!


Por ser banhada pela Baia de Sepetiba a atividade pesqueira sempre teve grande destaque econômico. Inclusive com uma grande área de manguezal. Hoje, o que resta aos pescadores e moradores do local é torcer por dias melhores para a tão maltratada baía.

"Coitado do mangue! Um morador do local, ao ser questionado por mim se ali havia siri, respondeu:
- Se aparecer algum o rato come!"

E por falar em gastronomia (péssima esta!)
Rua Barros de Alarcão – Onde se concentram a maioria dos restaurantes da região.
Uma boa pedida para quem passa ou passeia por aqui é a gastronomia, praticamente baseada em frutos do mar.


Há uma enorme quantidade de Restaurantes e bares para quem gosta de saborear um peixe!!!



Há na Pedra a Colônia de Pescadores Z14. Fundada em 1922, ela tenta auxiliar não só seus associados...


... como também suas famílias e todos aqueles que buscam orientação sobre a atual situação da pesca na região como este humilde busólogo.


O bairro abriga também a Igreja de Nossa Senhora do Desterro que além de ser uma das mais antigas da Cidade é também tombada pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.


Construída em 1626 e de arquitetura barroca é a terceira igreja católica mais antiga do Rio de Janeiro e já abrigou um convento.

Segundo relatos locais há um desentendimento hoje entre a Marinha do Brasil e o IPHAN sobre obras de restauração externa.


Infelizmente esta bela Igreja não estava aberta neste dia mas os moradores confirmam que por dentro ela está bem conservada, visto que suas últimas obras ocorreram em 2005.

Na entrada do bairro há ainda a Igreja de São Pedro inaugurada em 1895.


A mais recente intervenção do município no Bairro foi a construção do Mercado de Peixe da Pedra de Guaratiba Neco Russo.


O nome do mercado homenageia o pescador Manoel Quirino de Mello, morto em agosto de 1986 por agentes do Exército quando pescava em águas próximas à faixa militar da Restinga da Marambaia(uma história comprida demais para relatarmos aqui).

"Vem gente de Nova Iguaçu comprar no Box do Peru..."

Uma espécie de “shopping” de frutos do mar e uma forma de disciplinar a venda destes produtos na região.


Comprei minha sardinha pra comer em casa...no box da pretinha!


Não há hoje no Bairro muitas opções culturais para a população. A grande maioria de seus clubes e associações encontram-se fechados


E Pedra de guaratiba tem sua tradição musical : A Banda Deozílio Pinto.

No ano de 1870, na então freguesia de São Salvador do Mundo de Guaratiba, Mestre Fabrício, junto com um circo de cavalinhos organizou a primeira Banda de Música, composta por músicos já existentes no local.

Em 1905, a direção da Banda passou para Deozílio Manoel Pinto. Músico autodidata, Mestre Deozílio nos presenteou com diversas composições, algumas ainda se encontram inéditas nos dias de hoje tal a riqueza do acervo musical que reúne 2 Missas, 8 Aberturas, 4 Fantasias, 2 Romances, 21 Marchas Religiosas, 105 Valsas, 17 Quadrilhas, 18 Mazurcas, 137 Polcas, 235 Sambas e 95 dobrados.

Mestre Deozílio conduziu a Banda até 1936, data de seu falecimento. Em torno de 1979/80, a obra de construção da Sede da Banda em Pedra de Guaratiba foi concluída.A Banda apresenta-se em várias atividades festivas na região, levando alegrias e empolgando a quem participa, trazendo em seu repertório, sambas, dobrados, valsas, como também clássicos da MPB e da música internacional.
Em sua sede, o filho do Maestro, Beethoven Pinto, desenvolve um trabalho sócio-cultural, lecionando música para os jovens da comunidade. Muitos de seus alunos já compõem o quadro de músicos da Banda, dando continuidade ao trabalho iniciado pelo Mestre Deozílio.

Outra presença ilustre do bairro é da “rainha dos Baixinhos” através de sua Fundação Xuxa Meneguel, que atua há 19 anos e abriga crianças de 3 a 12 anos de idade atendendo às suas famílias e praticando atividades educativas além de projetos para jovens e adultos


Infelizmente a “rainha” não se encontrava para mandar um alô pra galera do RDV... E o porteiro também não permitiu que se fizesse nenhuma foto interna, então: Beijinho beijinho e tchau tchau Xuxa!

De saída (já que meu peixe começava não ficar tão fresco) tirei agumas fotos da Praça do Rodo onde também há a concentração do Comércio local

Mesmo com tantos problemas os moradores da Pedra demonstram sempre muita alegria e cordialidade e merecem mais atenção do poder público.

Um grande abraço e já convido de antemão a todos para...

...o CANTINHO DO BUSÓLOGO, com os ônibus e as linhas que rodam em São Salvador do Mundo de Guaratiba.

Texto: Franklin Brainer
Fotos: Franklin Brainer,
Fotos e Dados históricos: Ave Guará (Anderson Araújo), Blog O Despertar de Sepetiba, Portal de Guaratiba

Um comentário:

  1. Esqueceu de fotografar Evânia Brinque Mais - 10 anos na Praça do Rodo - 8233-3758 - ovilai@ig.com.br

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.