Ads Top

Bastidores de Viagem: Rosário x Aguapeí-Mirim

E depois de conhecer o Ramal Guapimirim e a cidade, agora vamos rever os detalhes que valem e fizeram parte das viagens (pensa que o Diego foi só uma vez? Vai vendo...) pelo abandonado ramal de Saracuruna a Guapimirim...


Foram várias vezes que eu precisei atravessar essa roleta... para ser mais exato, QUATRO VEZES.

A princípio, esta foto pode parecer QUALQUER coisa, menos uma locomotiva! Em algumas vezes, pude ver a esta velha locomotiva CBTU 2364, que já teve seus dias de glória como podemos ver neste link para uma foto da locomotiva 2305 (http://www.flickr.com/photos/pedrop1/2180941245/).


"Ah...bons tempos aqueles da CBTU, meu jovem! Pelo menos, tinha mais alegria por aqui e não esse abandono!"

E como vocês podem ver, a 2305 tá na ativa. Mas atualmente está na pintura da Supervia, em operação no ramal da Vila Inhomirim.


E numa das viagens, o trem foi puxado pela locomotiva 2362, ao invés da 2363 que foi a vedete da série "O LADO B DA FERROVIA FLUMINENSE".


Agora, comparemos estas duas fotos da primeira parte divulgada do Lado B da Ferrovia Fluminense...

...e estamos nos despedindo de Saracuruna, mas peraí... um detalhe pode ter passado despercebido por muitos que viram a matéria

A segunda foto da comparação foi tirada na segunda viagem, na qual o trem que opera o ramal Vila Inhomirim estava estacionado, ao contrário da primeira viagem, como mostrava a primeira foto tirada para o mesmo lado da avenida principal do bairro. Detalhe é o que vale !!!


Ué, mas não era um Mascarello GranVia Midi que estava operando a Caxias-Ipiranga na altura da estação Mauá (E detalhe é o que vale: Tem um Torino G7 lá atrás fazendo de tudo para aparecer para o RdV)? Na primeira viagem,sim. Mas na segunda...

...tive a oportunidade de ver e registrar este Torino G6 MB OF1721 da TRELLLLLL atravessando esta passagem de nível.

Mas agora,vamos à parte mais trabalhosa: o Viaduto RFFSA, na BR-493.

Não pela dificuldade de se fotografar em si, mas porque na altura da 3.ª viagem eu me distraí enquanto o trem passou por ele e quando liguei a máquina, já era tarde demais...aí bateu aquele desânimo de ter que fazer mais uma viagem, do tempo que se perdeu, enfim, o sentimento que todos têm quando perdem um registro importante.

Só que mesmo assim eu não desisti... depois de ter ido a Guapi, voltei para Magé e peguei um Alfa Rodo Bus...

...para chegar aqui, e ter essa vista da linha e da antiga EMAQ ao fundo.

E depois de fazer uma caminhada no entorno do viaduto andando por meia hora, passando o pedaço inicial da BR-493, BR-116, o acesso à Santa Guilhermina (inclusive nesse acesso da BR-116 estava escrito BARÃO DE IRIRI) , tendo inclusive revisto a estação de Santa Guilhermina e andado uns 15 minutos nos trilhos até chegar ao viaduto, onde tive o privilégio de registrar um UTIL serviço MIX, possivelmente operando a linha BELO HORIZONTE-MACAÉ.

E não pára por aqui...o bravo e destemido "05" do RdV passou e suou a camisa para mostrar Guapimirim e seu abandonado ramal.

Vem mais por aí! Abraço e tudo de bom.


Texto e Fotos: Diego Barbosa
Revisão: Luiz Antonio Doria

Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.