Ads Top

Aguapeí, Guapi...GUAPIMIRIM: A Nascente Pequena abençoada pelo Dedo de Deus

E já que chegamos a Guapimirim, por meio dos trilhos já desgastados do ramal que leva o nome da cidade...
...que tal conhecer melhor a Nascente Pequena abençoada pelo dedo de Deus?

Como já foi mencionado no encerramento da viagem que o bravo e destemido Diego "05" Barbosa realizou pelos trilhos do Ramal Guapimirim (que ia até Teresópolis), Guapimirim siginifica em tupi-guarani "Nascente Pequena". Uma Nascente Pequena abençoada pelo dedo-de-Deus...e é por esta nascente que o RdV vai "navegar", contando sua história e mostrando seus encantos.

A Nascente Pequena no Vale das Pedrinhas


Bem-Vindos a Guapimirim: Um de seus tradicionais pórticos de boas-vindas aos visitantes. Além dos tradicionais pórticos de GUAPIMIRIM e PARADA MODELO, um outro bairro agraciado com um portal nos mesmos moldes é o bairro VALE DAS PEDRINHAS.

Conta que Guapimirim começou com um acampamento de índios situado numa nascente na região do Vale das Pedrinhas. Era pelo Rio Aguapeí-Mirim que passavam os tropeiros que levavam mercadorias para o sertão das Minas Gerais e traziam de lá ouro e pedras preciosas.

Em 1674, contava-se a existência de um povoado as margens desse rio: Era o povoado de Santana, que ficava no caminho dos animais e das tropas que passavam pela serra rumo as trilhas que os conduzia as Minas Gerais.

Igreja Nossa Senhora da Conceição, datada de 1713

E foi nessa época que surgiu outro povoado: O Povoado da Barreira, cuja origem advém de um pedágio que existia por ali (E olha que naquela época não existia a CRT hehehe).

Era nesse povoado que existia a Fazenda Barreira, onde Dom Pedro II hospedou-se interessado na plantação de quina calisaia e extração do quinino, medicamento muito utilizado no tratamento da malária.

Também foi nesta fazenda que Frederik Von Martius, naturalista alemão, estudou a fauna e flora local a convite de sua majestade. Em sua homenagem, está instalado o Museu Von Martius.

Com a construção da estrada de ferro Teresópolis, a região desfruta de um momento intenso de desenvolvimento e modernidade (Como já visto na série sobre o ramal Guapimirim, a população guapimirense era composta de lavradores e ferroviários). Mas...com a construção da BR-116, o transporte ferroviário começa a sofrer com o processo de priorização do transporte rodoviário.

Com a facilidade de acesso a serra proporcionada pela rodovia, começaram a pipocar na região condomínios e luxuosas residências de veraneio.

E depois de Teresópolis...

...foi a vez de Guapimirim se desmembrar do município de Magé: Em 25 de novembro de 1990, a cidade conseguia, por meio de um plebiscito, a sua indepedencia política. Estava criado, por meio da lei nº 1.772, de 21 de dezembro de 1990, o município de GUAPIMIRIM.

Tanto que oito anos depois de sua emancipação foi inaugurada uma praça homenageando este momento: A Praça da Emancipação!

É a principal praça de Guapimirim. Localizada no início da Avenida Dedo de Deus, que liga a cidade à BR-116.

E se Guapimirim não tem praia...

...pelo menos, eles tem um Soberbo Rio...O Rio Soberbo! É impressionante que um rio cujas águas circulam pelo centro da cidade sejam tão límpidas. Coisa rara de se ver em certas cidades!

O Rio Soberbo é como se fosse a praia em Guapi. Nos fins de semana mais ensolarados, sobremodo aos domingos, o rio fica cheio de gente.

Na esquina da Rua Mangaratiba com a ponte sobre o Soberbo, temos, às margens do Rio, uma academia gratuita, a Academia da Terceira Idade.

Há ainda mais três academias: uma em Bananal (perto da estação de trem), uma em Iconha e outra na Avenida Dedo de Deus.

E é na Avenida Dedo de Deus que se concentra uma boa parte do comércio local. Olhaí um Paraíso Verde sorridente ao ver um representante do RdV em terras guapimirenses: É um Turquesa MB OF 1417 operando a linha municipal CITROLÂNDIA x BARREIRA

Saindo da Rocha Faria e dobrando à direita, na Rua João Francisco Wright, temos uma opção de lazer para os peladeiros de plantão: o Esporte Clube CENTRAL.

Apesar de estar atrás da estação de trem, nada tem a ver com companhia de trens (aliás, a companhia adotou esse em 2001, renomeando a FLUMITRENS). Entre os feitos do nobre clube foi a sua participação em 1943, do então CAMPEONATO FLUMINENSE DE FUTEBOL.

Como chegar

Vindo do Rio de Janeiro: Seguindo pela Avenida Brasil (ou Linha Vermelha) até o acesso a Rodovia Washington Luiz. Por esta rodovia, o motorista deve prosseguir até o acesso a Rio-Teresópolis, na altura do distrito caxiense de Campos Elíseos. Daí é direto até o acesso a Guapimirim.

Linhas de Ônibus

REGINAS

195C Guapimirim x Praça Mauá
196C Guapimirim x Central
Guapimirim x Castelo
Parada Modelo x Cachoeiras de Macacu/Magé (Seções da MB15 Cachoeiras de Macacu x Magé)
800I Magé x Caneca Fina
805I Magé x Paraíso
810I Magé x Barreira
815I Magé x Vale das Pedrinhas
820I Magé x Saco
825I Magé x Parada Ideal
830I Magé x Limoeiro

TERESÓPOLIS
MS11 Teresópolis x Guapimirim
Magé x Guapimirim (Seção da Magé x Teresópolis)

Nova Iguaçu x Guapimirim
Caxias x Guapimirim (Seção Nova Iguaçu x Teresópolis)


Vindo de São Paulo: Pela Via Dutra, o motorista pode pegar a Linha Vermelha e adentrar na Washington Luiz seguindo o caminho de quem sai do Rio para Guapi.

Linhas de Ônibus: Como Guapimirim não possui linha direta de ônibus para São Paulo, o jeito é utilizar a linha São Paulo x Teresópolis da Viação Salutaris.

Vindo de Belo Horizonte: Para quem vem de BH, é seguir a BR-040 direto até Juiz de Fora. De Juiz de Fora, siga pela BR-267 sentido Leopoldina mas ao invés de ir para Leopoldina, vá em direção a Teresópolis pela BR-116 até o acesso a Guapimirim.

Linhas de Ônibus: De BH você deve pegar um ônibus para Além Paraíba, que tem uma linha para Teresópolis (Viação Teresópolis). De Teresópolis, a Viação Teresópolis dispõe horários para Guapimirim.

É isso aí! Assim como esta placa de Guapimirim, o RdV aguarda o seu retorno, amigo visitante, em outra matéria.

Abraço e tudo de bom! Volte Sempre!


Texto: Luiz Antonio Doria e Diego Barbosa
Fotos: Diego Barbosa. Fotos da Fazenda Barreira e Capela extraídos do site da Prefeitura Municipal de Guapimirim.
Revisão: Luiz Antonio Doria
Fonte Pesquisa: Wikipedia e CNM

Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.