Ads Top

A Vila de Nossa Senhora do Rosário de Quatis

Cheguei a cidade ansioso em registrar e confirmar as informações obtidas com o cobrador de Porto Real.

A cidade de Quatis, assim como sua vizinha Porto Real, tem entre seus atributos a tranquilidade de toda cidade do interior, mas a movimentação dela é um pouquinho maior que Porto Real.

A origem de Quatis remonta a dificuldade inicial que se teve para ser desbravada, devido a barreira de natureza geográfica imposta pela Serra do Mar. Em 1724, começaram os trabalhos de abertura de um novo caminho para São Paulo visando evitar os incovenientes de uma travessia marítima até Paraty.

Assim, Quatis passou a ser o caminho mais preterido entre os tropeiros, bandeirantes e boiadeiros. Também era a rota daqueles que recebiam concessões de sesmarias e se encaminhavam para Barra Mansa e Volta Redonda.

Originalmente povoada pelos índios Puris e Acaris (expulsos pelo Sgto.-Mor Joaquim Curado), o povoado se desenvolveu ao redor de uma Capela que homenageava Nossa Senhora do Rosário no ano de 1832.


O terreno para a construção da capela foi doado pelo Sr. Faustino de Araújo e Dona Maria Gertrudes de Jesus e em 1844, era criada a Capela de N.S. do Rosário. A paróquia foi erguida em 1853 e ficou nas mãos do Monsenhor Manoel Joaquim da Paixão.

Vale um detalhe: No mesmo ano em que a capela era criada, Quatis deixava de ser um distrito de Resende para ser incorporado ao município de Barra Mansa.

E daí por diante...o progresso e o desenvolvimento estavam presentes na localidade.

Em 1897, a primeira instituição de ensino de Quatis era criada: O Alteneu Quatiense.

Em 1915, era concluído o trecho da Estrada de Ferro Oeste de Minas, que atravessava todo o distrito em direção a Minas Gerais trazendo para a região muitos fazendeiros e colonos interessados em adquirir fazendas de café. O auge do transporte ferroviário na região se deu nos anos 60, com o trem que ligava Quatis a Andrelândia.

Em 1950, surgiu a primeira linha de ônibus na região ligando Falcão a Barra Mansa...

...passando por Quatis. Hoje, Quatis tem a sua própria linha.

Após 158 anos de domínio, Quatis ganhava por meio de um plebiscito popular a sua emancipação político-administrativa no ano de 1990 sendo instalado no ano de 1993.

Só lamento ter saído de Quatis sem conseguir registrar um exemplar da Viação Quatiense (No momento em que saía da cidade, veio um Ciferal CONDOR da empresa), mas consegui um exemplar de um Ciferal GLS BUS que pertenceu a Auto Viação Reginas, de Duque de Caxias. E que hoje opera uma linha municipal ligando Quatis ao distrito de São Joaquim.

Como Chegar

Vindo do Rio de Janeiro: Você pode optar pela Avenida Brasil ou encarar a Linha Vermelha para se chegar a Via Dutra. Daí por diante é seguir direto até o acesso na Estrada Floriano - Quatis, dobrando a direita e prosseguindo na RJ-159 até Quatis.

Vindo de São Paulo: Quem vem de Sampa, é Rodovia Presidente Dutra direto e (depois de passar pelas Marginais de Sampa e pelas avenidas Castelo Branco, Rogério Alves de Toledo e Condessa Elizabete de Robiano e em seguida na Rodovia Gov. Carvalho Pinto e Ayrton Senna) virar a esquerda na Estrada Floriano-Quatis, adentrando pelo Centro de Porto Real.

Abraço e tudo de bom! Até a próxima.


Texto: Luiz Antonio Doria

Fotos: Luiz Antonio Doria, Rodrigo Silva e Jorge Alves Ferreira






Um comentário:

  1. Esse é o post que me inspirou a fazer essa missão busológica municipalista para o Cia. de Ônibus.


    O resultado:
    http://www.ciadeonibus.com/CDO_RJ_CID_QUATIS.htm

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.