Ads Top

RECORDAR É VIVER

" Recordar é viver...eu ontem sonhei com você..."

Como diria a marchinha RECORDAR, de Adolfo Macedo, Aldacir Louro e Aluísio Marins, recordar é viver. E o RDV quer reviver os bons tempos do transporte coletivo da capital e do estado, por meio de desenhos e fotos das antigas. Com colaboração de veteranos como Sydney Jr.(Cia de Ônibus), Armando Reis, Edvaldo (Ônibus em Debate), Marinaldo Jr. e da versatilidade e consultoria de Luiz Eduardo (Chopp Duplo) começamos com uma empresa intermunicipal...a INTERMUNICIPAL de Duque de Caxias.

A começar pelo próprio nome, que caracteriza o tipo de linha: Intermunicipal.
Há casos de empresas com nomes como Municipal e Nacional. Mas não se vê por aí empresas com nomes como Interestadual, ou Internacional.

Partindo do nome da empresa, vamos para o perfil da linha: com certeza, na ligação "bairros do Rio x sede de município limítrofe", é, originalmente, a menor linha intermunicipal - aproximadamente 7,0 km.

Para efeitos de ilustração, vejamos linhas antigas que faziam ligações de bairros do Rio com sedes de municípios limítrofes:
Cascadura x São João – 12,00 km
Deodoro x Nilópolis – 11,50 km
Santa Cruz x Itaguaí – 16,00 km

Além de tudo, comparada com essas linhas, é uma linha sobrevivente, já que as três citadas acima ou foram prolongadas ou estão desativadas, caso da CASC x SJ.

Ainda sobre a linha, vale ressaltar também que é uma linha que corre quase o tempo todo paralela ao ramal ferroviário e que por muito tempo teve uma tarifa bastante reduzida.
E vale lembrar que apesar de ser uma linha intermunicipal, e ser fundamental com esse perfil, não deixa de ter um perfil de linha municipal também, já que dos 7,0 km, cerca de 5,40 km são percorridos dentro do município do Rio.

Uma outra curiosidade: é um caso raro de empresa intermunicipal com origens no Rio, já que sua garagem ficava na Penha, num terreno na mesma rua onde é o ponto final, e que hoje é um shopping.

Fechando, não dá para deixar de falar da frota, que apesar da simplicidade, teve muitos modelos com motorização traseira (um luxo para uma linha desse perfil), fora algumas raridades como o Ciferal Urbano com motor traseiro e frente envidraçada (que fora dela só foi visto na Flores)


E um Svelto II também único na Inter


A Inter foi uma "pequena notável", que podia até passar despercebida (pior é não passava!), mas que olhando com outros olhos, acabava tendo uma série de detalhes e particularidades interessantes.

A PRIMEIRA INTERVENÇÃO

Em junho de 2007, o DETRO suspendia por 30 dias a empresa. A Frota estava em péssimo estado de conservação e sem selo de vistoria do DETRAN e do DETRO, além de ter vários problemas com a documentação em instâncias fiscais, trabalhistas e previdênciárias.


A sua única linha seria operada pela Fabio's em caráter emergencial até que a Inter regularizasse sua situação para com o Depto. de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro.

A SEGUNDA INTERVENÇÃO...E O FIM DA INTER

Após a primeira intervenção, a Intermunicipal retorna as ruas com o seu velho Svelto de Guerra...

...e com Turquesas vindos de Maricá. Mas, o DETRO tendo como base um laudo da Procuradoria Geral do Estado decide punir novamente a verdinha de Vigário Geral .

O motivo seria uma fraude cometida pela administração da empresa ao apresentar como garantia para seu passivo, debêntures com valores reais menores ao declarado.


E assim a Fabio's assumia em "definitivo" a operação da linha 495L, dois meses depois de assumir provisoriamente a operação da mesma. A Busologia perdia uma cinquentona com muito charme e glamour.

E A FÊNIX VERDE SURGIU NO MEIO DA TEMPESTADE!!!


"A mesma cabine...o mesmo ponto...a mesma cor...e o mesmo jardim"...mas, uma coisa mudou...

Foi num dia chuvoso de janeiro...inesperadamente, a INTER ressurge das cinzas da busologia, um mundo onde o "link verde" da Cia de Onibus sentencia para sempre a empresa que foi extinta!!!! A Fabios assume de vez a empresa e impõe a ela o "padrão JAL": Mesma pintura da empresa-mãe.

E tudo indica que o véiculo padrão da nova INTERMUNICIPAL será os Sveltos MB OF1418 que antes eram do "seo" FABIOS.

Agora, vamos ver até aonde vai a "ressureição" da Inter...Abraço e tudo de bom!


RECORDAR É VIVER!!!




Texto:
Marinaldo Jr. e Luiz Antonio Doria
Fotos: Luiz Antonio Doria, Fernando Ezídio, Rodrigo Silva e Acervo Cia de Onibus
Desenho de Bruno R. Araújo
Fonte Pesquisa: DETRO-RJ




2 comentários:

  1. Apesar da tradição que a Inter tinha, esperamos que o serviço se consolide definitivamente nesta nova fase. A Continental é a Inter mais arrumadinha, por assim dizer...

    Abraço, belo post!

    ResponderExcluir
  2. Doria, meu amigo.
    Este modelo da Ciferal com frente envidaraçada, também esteve compondo as frotas das empresas Paranapuan e Viação Carioca.
    Parabéns pelo belo trabalho de sempre.

    Um grande abraço.

    Edvaldo Gonçalves
    http://onibusemdebate.fotopages.com/

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.