Ads Top

ROTEIRO NORTE - Do Além Paraíba para perto do mar

E, no capítulo anterior...
O Andarilho Silva estava além-Paraíba. A cidade, conforme vimos, guarda o nome de Além Paraíba por estar depois da margem do caudaloso rio Paraíba do Sul, em território mineiro.
Mas o Silva não estava longe de seu estado natal: da janela do hotel ele avistava o pequeno distrito de Jamapará, no município fluminense de Sapucaia.
É hora de vencer as serras que o separam do mar, num trajeto nem tanto marcado pela intervenção humana, mas onde a Natureza preparou verdadeiras pinturas tridimensionais.

Primeira parada: a pequena e simpática Carmo. Cidade com jeito e sotaque mineiro, além de uma profusão de telefones com DDD 32 que não nos deixam mentir: é a mais mineira das cidades fluminenses!

E busólogo que é busólogo não perde a chance de tirar uma foto: os três estavam na garagem da nativa Viação Carmense, atrás da rodoviária. Notem, além do monobloco O-355 (meio) e do Padron Rio (direita), um Caio Gabriela I da Viação Sumidourense, nativa da vizinha Sumidouro. Será que o velho guerreiro ainda roda por lá?!

Nem que da janela de um ônibus, haveria de conferir. E, mais do que nunca, "Tamo aí Natividade". Do Carmo fui a Nova Friburgo a bordo de um Thunder valente, vencendo os 73km da RJ148 por terra, paralelepípedo e... algo que se assemelhava visualmente a asfalto, mas que não tinha o mesmo efeito...
Primeira passagem: Sumidouro, outra pequenina cidade, cujo centro durou uns dois ou três pontos de ônibus.

Um dos melhores trechos da rodovia, que corta localidades pouco povoadas e não chega a ter muito movimento.

E olha este trecho, já em território de Duas Barras... É asfalto ou Sonrisal?!

E, só para lembrar que estamos adentrando a Região Serrana, a estrada nos oferece paisagens que variam de deslumbrantes a vertiginosas...
Alguém vai desembarcar em Friburgo?! Esqueci de dizer que este expresso do RdV é direto: passa em Friburgo mas não pára: a cidade merece uma cobertura melhor que esta, só de passagem. Mal desci na praça do Teleférico, peguei uma van (busólogos: atire a primeira pedra quem não faria o mesmo na minha situação, hehehe!) para Rio das Ostras. No tempo em que fui, a única opção para se pegar a rodovia RJ-142, conhecida como Serra-Mar.
O trajeto vale a pena, com recantos escondidos ao longo, como Lumiar e a região do Sana - já comentada pelo Viajante Doria.

Fotos sem nenhum retoque (bem... as outras também não têm), que mostram a exuberância natural do lugar...

A viagem é relativamente longa: pode levar mais de duas horas. Com isso, há uma pequena parada no meio do caminho: o motorista da van fotografou bem o Andarilho: pode fazer parte da Equipe :)

Após algumas toneladas de biscoitos e sucos, serras capazes de revirar qualquer estômago e belos cenários depois...

Enfim, o viajante alcança o mar! E o começa bem pela entrada de Rio das Ostras, cidade de vultosos royalties, crescimento pujante e cativante litoral!

E, dali para frente, só marzão, hehehe!

Mas calma que tem mais... Aguardem o Cantinho do Busólogo: São Pedro, Iguaba, Rio das Ostras e até o Carmo têm bastante material para mostrar!

Um grande abraço, e valeu pela visita :)

Texto e fotos: Rodrigo Silva.

Nenhum comentário:

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.