Ads Top

RECANTOS DO RIO - Dom Pedro I e a Praça que pertence a Tiradentes

O Largo do Rossio Grande, depois Campo dos Ciganos, em 1747 passou a ser o Campo da Lampadosa, em 1808 passou para Campo do Polé, depois de 1822 foi a Praça da Constituição e finalmente Praça Tiradentes em 1890.


Praça de muitos nomes e muitos moradores ilustres, como José Bonifácio de Andrada e Silva que residiu na esquina com a Avenida Passos, onde D. Pedro I gostava de despachar.

No meio da Praça foi inaugurada em 1862, uma estátua eqüestre de D. Pedro I, mandada erguer por D. Pedro II, representando o Imperador ao proclamar a Independência do Brasil.

A estátua, que ficou sob a responsabilidade de Louis Rochet, baseado em projeto do João Maximiniano Mafra, foi o primeiro monumento cívico do Rio de Janeiro e do Brasil, tem em seu pedestal quatro esculturas em bronze que representam os quatro maiores rios brasileiros.

Outro detalhe é que a estátua possui o nome de todos os estados do Brasil.

As Senhoras da Praça Tiradentes (Que acompanham D.Pedro I)

Conta a história que Dom Pedro I era cercado de belas damas...e na Praça Tiradentes, não poderia ser diferente. Algumas andam entre nós, mas tem muita gente que está precisando da companhia delas.

Dona Fidelidade...circula entre as pessoas de bom coração.

Senhora Justiça...tem sido esquecida nos tribunais e entre a classe política (desde a época de Dom Pedro I). Mas, ainda acredito nela e na sua existência!

Eu amo de paixão essa bela donna...Senhora Liberdade, abra as asas sobre nós!

E essa, em especial, deve andar entre nós...seja na busologia...seja fora dela...em qualquer lugar, ela deve estar em nosso viver...VIVA A DONA UNIÃO!

Um comentário:

  1. ADOREI SUAS FOTOS, E QUE BELO PASSEIO FOI, PARA QUEM GOSTA DE ÔNIBUS E DE UMA BOA PAISAGEM, ESSA FOI UMA COMBINAÇÃO PERFEITA!

    UM ABRAÇO!

    ResponderExcluir

Olá!

Sua opinião é muito importante para nós. Esperamos sua visita por aqui mais vezes.

Grande abraço e tudo de bom!

Tecnologia do Blogger.